Quarta-feira, 23 de Outubro de 2013

Isaltina Isabel Balane

 

Nasci de uma família muito mas muito pobre. Minha mãe era camponesa. Meu pai abandonou-nos durante alguns anos, foi para África do sul, e quem ficou a cuidar de nós foi a minha mãe. Anos depois, meu pai regressou com uma mão na frente e outra atrás. Começou a comprar aqueles pães de hamburgers para eu ir vender. Assim comecei. Até que entrei para o lar, e lá mesma coisa, meu marido não tinha muitas condições. Fiquei viúva muito cedo. Com quatro filhos para sustentar.

Tive que desenrascar-me. Comecei a vender neste mercado desde 1986. A minha filha mais velha é surda. A segunda está num instituto privado a estudar. Os outros dois estão a estudar também. Com o suor das vendas consegui arranjar um terreno e construir minha casa, mas é muito pequena. É composto por uma sala pequena, 2 quartos. Ainda, sustento meus filhos, pago os estudos, alimentos meus dois netos, filhos da minha filha mais velha.

Gostava muito de ganhar um terreno para ter uma casa maior.
Mamana para mim é tudo, se a minha mãe estivesse aqui, eu ia agradecer-lhe por tudo que me ensinou. Penso nela todos os dias, e rezo por ela, para que continue a guiar meus passos- conta ela com os olhos húmidos ao lembrar-se da sua mãe.

publicado por mamanas às 15:58
link do post | comentar | favorito

.Mamanas

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.tags

. todas as tags

.tags

. todas as tags

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds