Sexta-feira, 25 de Outubro de 2013

Rosa Maria Manhique

Nasci em 1955. Frequentei a escola primária até a terceira classe, do tempo colonial. Naquela época ia a machamba. Naquele tempo meu pai não queria que a mulher estudasse. Só aprender a ir a machamba, "cartar" água, cozinhar, cuidar do lar.

 


Depois disso comecei a trabalhar como empregada doméstica. Casei-me e tive a minha primeira filha. Depois entrei no mercado. Minha banca comecei a vender verduras, depois cresci, passei a vender feijão, farinha. Até que consegui ter este espaço (uma esplanada), onde faço e vendo almoço.

Tenho sete filhos. Meu marido faleceu. Assim sustento a minha família toda. Filhos e netos. Tenho dois filhos que moram na áfrica do sul, deixaram os netos comigo que eu sustento, eles não visitam, não mandam cartas. Uma filha trabalha, outro está desempregado. Uma está a fazer curso de enfermagem. Outra está na 9ª classe.

Eu estou a cursar o 2º ano de teologia. Saio do mercado vou a escola. Porque sou uma mulher religiosa que quer aprender e entender melhor o que Deus quer, o que diz a bíblia. E não me basear no que os outros falam. Aprender não tem idade.

A minha mãe ensinou-me que a mulher deve batalhar, trabalhar e se sacrificar para cuidar da sua família e não depender do marido. Porque o marido as vezes dá as vezes não dá. A mulher não deve cruzar os braços e sim ir a luta. Ela foi um exemplo e é esse exemplo que dou as minhas filhas.

publicado por mamanas às 11:19
link do post | comentar | favorito

.Mamanas

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.tags

. todas as tags

.tags

. todas as tags

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds