Sexta-feira, 1 de Novembro de 2013

Maimuna Isabel

Tenho 45 anos. Eu cresci muito mal. Nasci em Manhinça. Minha mãe teve acidente quando eu era bebé. Neste acidente faleceu a minha avó. Eu sobrevivi. Mas fiquei deficiente. Cresci assim.

Entrei na escola com 13/14 anos, mas não estudei muito, terminei na quarta classe. Depois comecei a vender. Na altura fazia bolachas, bolinhos, fazia em casa e ia vender. Depois entrei nesta banca. Que não e minha, vendo para alguém, pagam-me um valor.

Tive um marido, juntei me com ele, tive três filhas, a 1ª faleceu. Fiquei com a segunda de 24 anos, e a segunda com 16. Elas estudaram e ajudam-me. São as melhores filhas que poderia ter tido. Meu marido depois foi a África de sul, ficou doente e faleceu.

 Em casa vivo com minhas filhas, minha neta e tenho um amigo. A minha mãe foi uma excelente mãe. Gosto muito dela. Meu pai faleceu cedo. Nunca deixou-me de lado por ser deficiente, ajudou me a ser autónoma e a batalhar.

Eu apesar de tudo trabalho, faço coisas em casa, cuido das minhas filhas, netos e tenho um sobrinho a viver comigo que a mãe faleceu.

Eu sonho em ter alguma coisa minha, ter minha casa, ter algum dinheiro para meu próprio negócio (diz ela cheia de lágrimas). Nunca consegui nada na minha vida. Vivo para sobreviver e sustentar meus filhos.

 “A história desta senhora mexeu muito com a nossa equipe, por ser uma mulher de luta e coragem. Que não se deixa ir abaixo por ser deficiente. Ela tem uma cadeira de rodas precária, cujo pneu baixa de 5 em 5 min. Para chegar a casa a filha tem de acompanhá-la e ir enchendo o pneu ao longo do caminho.”

 

publicado por mamanas às 11:57
link do post | comentar | favorito

.Mamanas

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.tags

. todas as tags

.tags

. todas as tags

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds