Sexta-feira, 1 de Novembro de 2013

Maria Gorete Sitoe

Tenho 65 anos. Tenho esta banca para não estar nas estradas a pedir dinheiro.

Desde que nasci vivi na pobreza.
Eu fui órfã até aos sete anos. Minha mãe faleceu quando eu ainda tinha meses. Nem a conheci. E assim fui parar num colégio. Cresci com irmãzinhas, e lá estudei até a 4ª classe.

Quando fiz sete anos meu pai veio me procurar. Levou me para Manhinça, para aprender o dialecto, aprender a cozinhar, pilar, cuidar de casa. Porque no colégio não aprendíamos isso. Só aprendemos português, e lá estudávamos, brincávamos.

No tempo de colonialismo trabalhei, mas vi que não dava. E graças a deus que me deu essa banca, que me dá o pão de cada dia.
Com esta banca comprei meu talhão e construi minha casa. Casei enquanto já tinha esta banca. Tive 8 filhos. Um faleceu. Três estão na África do Sul. Os restantes estão cá. Eles ajudam-me. Estão a trabalhar e sossegados nos lares deles.

Meu marido faleceu, e actualmente vivo com 2 netos.
Meu sonho é ver a vida a subir. E ter saúde para mim e meus netos. Porque a vida de agora pesa muito. É tudo que eu sonho.

publicado por mamanas às 12:35
link do post | comentar | favorito

.Mamanas

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.tags

. todas as tags

.tags

. todas as tags

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds